Ações da ABIQ

Release viagem técnica ABIQ na Europa

25, novembro, 2013

Data: 10/10/2013
 
Vacas que produzem mais de 25 litros de leite/dia, fazendas leiteiras com mais de 100 cabeças eficientemente tocadas por 4 pessoas, batches pequenos e produções contínuas de queijo totalmente automatizadas, ganhos constantes de produtividade com inovações tecnológicas,belas exposições de queijos em lojas,  essas foram algumas das vivências que  o grupo de queijeiros e de associados afins experimentaram durante a visita técnica à França, Holanda e Alemanha, que a ABIQ coordenou de 19 de setembro a 03 de outubro de 2013, em comemoração aos 25 anos de fundação da entidade.
 
Logo na chegada, uma visita à L´Épicerie de Paris descortinou a grande variedade de tipos de queijos e a força do apetite appeal de uma exposição de loja bem feita.  Na sequencia, a produção de queijos com leite cru de alta qualidade da Normandia, demonstrou o peso da genética e do manejo correto do rebanho.  Na fromagerie E. Graindorge, foi visto o passo a passo de uma queijaria média, mas exemplar. No Centro de Inovação da Dupont foram mostradas todas as possibilidades de desenvolvimento de cepas do mundoe  sua aplicação em favor de melhores produtos, num ambiente que conjuga ciência e prática.  O Lactopole mostrou a enorme evolução da indústria queijeira europeia e a contribuição da família Besnier para que os queijos se tornassem uma grande indústria na França.
 
Na Holanda, a paisagem plana mas esplêndida dos campos demonstraram o cuidado com o meio ambiente.  Fazendas familiares de alta produção que não podem manter mais do que três vacas por hectare. Genética, alimentação correta e manejo cuidadoso do rebanho com auxílio inclusive da ordenha robótica  resultam em um leite de alta qualidade e produtividade. A dica, para cada 100 vacas 10 metros a mais de altura nos estábulos para tornar o ambiente confortável e para haver a correta dispersão de gás CO2.  Em Delft um dia inteiro de ricas experiências no Centro de Inovação da DSM, com workshops interativos, degustação de produtos e informativas palestras internas e do Rabobank. Em Lutjewinkel a visita foi a uma super moderna, automatizada planta produtora de queijos da Friesland Campina, o maior latícinio da Europa.   Nos arredores de Amsterdã, um supermercado mostrou aos visitantes um setor de queijos com muitas embalagens inovadoras e práticas, de design arrojado.Gouda e seus maravilhosos queijos os fizeram lembrar -se da origem do brasileiro queijo prato.
 
Na Alemanha, em Edelwecht as instalações da DMK, maior fábrica de queijos da Europa, mostraram o caminho para a alta produtividade com qualidade padronizada. Perto dos Alpes austríacos, a Alpma mostrou altíssima tecnologia no desenvolvimento de projetos e na construção de equipamentos para a indústria de queijos, bem como a utilização desses equipamentos na linha de produçãod os queijos Alpenhaim.  E a lição de preparar aprendizes desde cedo com um programa com jovens estudantes de 15 a 17 anos para garantir a perpetuação da qualidade do trabalho, juntando novas e velhas gerações.
 
Foram 13 dias intensos, em um roteiro que propiciou o convívio entre queijeiros e técnicos, entre produtores de leite, de queijos e de insumos e a visitação ao que há de mais avançado na produção queijeira europeia com lições importantes para serem aproveitadas. Além da troca constante de informações entre os membros do grupo e os visitados, o grupo vivenciou deliciosos momentos de descontração, de companheirismo, de aprendizado cultural e gastronômico, que complementaramo roteiro técnico para além do previsto.


Voltar

ABIQ Associação Brasileira das Industrias de Queijo

Praça Dom José Gaspar, Nº 30, 10º andar
01047-901 - São Paulo - SP
Tel.: (11) 3259-9213 / 3259-8266 / 3120-6348