Notícias

Sódio/EUA

03, abril, 2012

O renomado diretor do Centro de Pesquisa Agropecuária da Universidade de Wisconsin-Madison, John Lucey, disse que o governo está forçando as indústrias a reduzirem 25% dos níveis de sódio nos queijos, mas que isso é muito complicado.

O renomado diretor do Centro de Pesquisa Agropecuária da Universidade de Wisconsin-Madison, John Lucey, disse que o governo está forçando as indústrias a reduzirem 25% dos níveis de sódio nos queijos, mas que isso é muito complicado. Experiências feitas com o queijo cheddar exigiram uma porção de ajustes para manter a qualidade. Um relatório do Centro de Controle e Prevenção de Doenças constatou que 90% dos adultos consomem muito sódio, e elevam o orçamento anual no combate a doenças. Entretanto o sódio dos lácteos corresponde a apenas 8% do consumo total de sódio do país. A redução de 15% do sódio dos lácteos representaria apenas 1% no total de sódio consumido pela população. “O sódio no queijo foi desenvolvido durante centenas de anos, e é um nutriente essencial para impedir o crescimento de organismos patogênicos, e também contribui para o sabor. É, portanto, uma parte integrante do produto. Assim ao reduzir o sódio do cheddar, que produtos teremos? Provavelmente não será um cheddar, o consumidor não vai reconhecê-lo como tal e não irá comprar”, esclarece Lucey.

Fonte: DairyReporter – Tradução Livre: Terra Viva

Voltar

ABIQ Associação Brasileira das Industrias de Queijo

Praça Dom José Gaspar, Nº 30, 10º andar
01047-901 - São Paulo - SP
Tel.: (11) 3259-9213 / 3259-8266 / 3120-6348