Notícias

ILPF

22, maio, 2012

Capaz de triplicar a produção de alimentos sem necessidade da expansão da área produtiva, o Projeto Nacional de Integração de Lavoura, Pecuária e Floresta (iLPF), que reúne técnicas desenvolvidas pela Embrapa, avança, principalmente na Região Centro-oeste

Capaz de triplicar a produção de alimentos sem necessidade da expansão da área produtiva, o Projeto Nacional de Integração de Lavoura, Pecuária e Floresta (iLPF), que reúne técnicas desenvolvidas pela Embrapa, avança, principalmente na Região Centro-oeste. Entre dois e três milhões de hectares são ocupados pela integração. As metas são duas: chegar a 4 milhões de hectares em 2020 e a 15 milhões em 20 anos. Uma série de iniciativas públicas e privadas, desencadeadas na 15ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP-15), em 2010, caminha para isso. Naquele ano, um grupo de representantes liderados pela atual presidente, Dilma Rousseff, comprometeu-se, a expandir o alcance do iLPF, pondo o País como um dos únicos a focar o corte de carbono (CO2) no setor agropecuário. Desde então, diferentes ministérios, corporações multinacionais, representações de classe e - por último, e talvez o mais importante - cooperativas agrícolas engajar am-se na disseminação efetiva do conceito, eleito como um dos estandartes da próxima conferência mundial sobre a tal da sustentabilidade: a Rio+20.

Fonte: DCI

Voltar

ABIQ Associação Brasileira das Industrias de Queijo

Praça Dom José Gaspar, Nº 30, 10º andar
01047-901 - São Paulo - SP
Tel.: (11) 3259-9213 / 3259-8266 / 3120-6348