Notícias

A produção de leite em Mato Grosso deve cair aproximadamente 30% neste período de entressafra da pecuária leiteira.

10, setembro, 2014

Levantamentos realizados mostram que em julho a queda jáchegou a 17,3 mil litros por dia e que o resultado tido em agostonão deverá ser diferente, assim como será em setembro. A reduçãoé decorrente a qualidade e quantidade de pasto. Segundo o setor,poderá haver queda de até 15% no preço pago ao produtor,contudo para o consumidor é impreciso dizer o quanto pode subirou se irá permanecer estável.
O litro do leite captado em julho, porém pago em agosto, aoprodutor foi de uma média de R$ 0,849, alta de 0,95% ante o valorpago pelo leite captado em junho e 6,6% superior aos R$ 0,709 olitro pagos o ano passado, revela o Boletim Mensal do Leite,divulgado na segunda-feira (08) pelo Instituto Mato-grossense deEconomia Agropecuária (Imea).
De acordo com o presidente da Associação dos Produtores de Leitede Mato Grosso (Aproleite), Alessandro Casado, o comportamentoda cadeia leiteira em Mato Grosso vive novamente um ano "estranho", assim como 2013. "A safra foi de preços altos, enquanto aentressafra será de preços baixos. Diante disso, fica difícil conseguirmos realizar algum tipo e investimento".
Segundo o Imea, para o produtor que usa a prática de suplementação o momento é positivo. "O déficit na nutrição pode ser corrigidocom a utilização da suplementação. Para o produtor que utiliza esta prática de manejo o período é positivo em decorrência dadiminuição nos preços do milho e farelo de soja, que são a base suplementar como fontes de proteína e energia. Sendo assim, ocenário mostra-se positivo com o custo da suplementação em queda”.

Fonte: Selectus 4518, 10/09/2014, Cenário MT.com.br

Voltar

ABIQ Associação Brasileira das Industrias de Queijo

Praça Dom José Gaspar, Nº 30, 10º andar
01047-901 - São Paulo - SP
Tel.: (11) 3259-9213 / 3259-8266 / 3120-6348