Notícias

Governo vai ampliar o Minas Leite

10, novembro, 2014

A assinatura do Termo de Cooperação Técnica entregoverno do Estado e a iniciativa privada devecontribuir para que o programa Minas Leite chegue atodos os municípios produtores ao longo dos próximosdois anos. O projeto, que visa à melhoria da gestão eda qualidade do leite, é desenvolvido atualmente em471 municípios atendendo 1,48 mil propriedades.
 
De acordo com o secretário de Agricultura, Pecuária eAbastecimento, André Merlo, a demanda pelaexpansão do projeto para os demais municípios doEstado é grande, por isso, o governo optou pela parceria junto à iniciativa privada, o que deve agilizaro processo.
 
"Com o Minas Leite tanto as indústrias como as cooperativas e os produtores são beneficiados.Buscamos a parceria para ampliar o número de técnicos envolvidos no projeto e atender maisrapidamente todos os municípios mineiros. As indústrias, cooperativas e associações estãointeressadas uma vez que terão um produto de maior qualidade, enquanto os pecuaristas recebemmais pelo insumo", disse Merlo.De acordo com o coordenador estadual de Bovinocultura da Empresa de Assistência Técnica eExtensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG), Feliciano Nogueira Oliveira, o Minas Leitetem papel fundamental nas propriedades leiteiras já assistidas. "Através de pequenas intervenções oprodutor consegue aprimorar a gestão dos recursos e o manejo, o que contribui para o ganho dequalidade e redução dos custos. Assim, ao comercializar o leite com as indústrias ou cooperativas, opecuarista é melhor remunerado", ressaltou.
 
Os técnicos da Emater-MG e da Empresa dePesquisa Agropecuária do Estado de Minas Gerais (Epamig) são os responsáveis pelo treinamento dosprofissionais das indústrias parceiras. Esses atuarão nocampo junto aos produtores. As unidades experimentaise fazendas da Epamig, que desenvolvem pesquisasvoltadas para a cadeia leiteira, também são fundamentaispara o crescimento do Minas Leite.
 
Atualmente 1,48 mil unidades produtivas participam doprojeto e, para 2015, a estimativa é ampliar o númeropara 1,6 mil propriedades. "Vamos trabalhar em parceriaatuando para melhorar a gestão e o uso dos recursosnas fazendas. Os resultados obtidos nas unidadesparticipantes são muito positivos. Com intervenções básicas conseguimos ampliar a produção emmédia a 17% e reduzir os custos em torno de 30%", disse o assessor especial do Minas Leite daSecretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais, Rodrigo Puccini.
Para o presidente do Sindicato das Indústrias de Laticínios do Estado de Minas Gerais (Silemg) ediretor-presidente do Laticínio Porto Alegre, João Lúcio Carneiro, levar a assistência técnica aopecuarista de leite trará resultados muito favoráveis.
 

"Acreditamos que a maioria dos laticínios e cooperativas vai apostar no Minas Leite, uma vez que amaior qualidade do leite entregue pelo pecuarista reflete na melhoria dos produtos industrializados" ressaltou.

Fonte: Selectus 4561, 10/11/2014, por Michelle Valverde

Voltar

ABIQ Associação Brasileira das Industrias de Queijo

Praça Dom José Gaspar, Nº 30, 10º andar
01047-901 - São Paulo - SP
Tel.: (11) 3259-9213 / 3259-8266 / 3120-6348