Notícias

Bom Gosto disputa o quinto lugar no ranking dos laticínios

11, abril, 2008

Por alguns anos, todas as quartas-feiras o veterinário Wilson Zanatta acordou de madrugada, entrou na boléia de um pequeno caminhão e dirigiu 350 quilômetros para vender queijos em Porto Alegre.

Por alguns anos, todas as quartas-feiras o veterinário Wilson Zanatta acordou de madrugada, entrou na boléia de um pequeno caminhão e dirigiu 350 quilômetros para vender queijos em Porto Alegre. Daqueles tempos - década de 90 -, Zanatta ainda mantém o hábito de acordar muito cedo e de rodar longas distâncias na estrada a bordo de seu utilitário. Já sua empresa, a Laticínios Bom Gosto, mudou radicalmente. Ela tem hoje uma frota de 150 caminhões captando 2 milhões de litros de leite por dia e entregando mercadorias em seis Estados do País. (O Estado de SP) Bom Gosto II - A empresa de Tapejara, cidade de 16 mil habitantes no norte do Rio Grande do Sul, já disputa o quinto lugar do ranking brasileiro de laticínios, atrás da Nestlé, Perdigão, Itambé e Parmalat. Criada há 15 anos, ela é uma das mais novas dessa indústria - a maioria das outras de mesmo porte surgiu no mercado há pelo menos três décadas. É também uma das que crescem mais rápido. Em 2000, seu faturamento bruto era de R$ 5 milhões. Neste ano, o número pode chegar a R$ 770 milhões, quase 160 vezes maior. (Fonte: Selectus 2964, 11/04/2008, O Estado de SP) O empresário prevê faturamento de R$ 1 bilhão no próximo ano. Quando perguntam como conseguiu o feito, Zanatta, de 47 anos, não faz rodeios: “Eu só cresci fazendo dívida em banco. A rentabilidade do setor não permite investimentos.” O negócio do leite é de margens baixas, que raramente passam de 10%. No ano passado, ele não tomou empréstimos porque vendeu 23% da sua empresa para o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O dinheiro novo pagou as velhas dívidas e deu fôlego para a Bom Gosto iniciar uma série de aquisições de concorrentes. Em nove meses, a empresa gastou R$ 100 milhões na compra de três laticínios: um no Rio Grande do Sul (Fazenda Vila Nova) e dois em Minas Gerais (Damatta e Sarita).
Fonte: Selectus 2964, 11/04/2008, O Estado de SP

Voltar

ABIQ Associação Brasileira das Industrias de Queijo

Praça Dom José Gaspar, Nº 30, 10º andar
01047-901 - São Paulo - SP
Tel.: (11) 3259-9213 / 3259-8266 / 3120-6348