Notícias

Indústria alimentícia já repassou de 6 a 7% de aumento

14, maio, 2008

A indústria alimentícia já repassou, em média, entre 6% e 7% de reajustes aos preços finais de seus produtos nos últimos quatro meses

finais de seus produtos nos últimos quatro meses, segundo informou ontem o presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Alimentação (Abia), Edmundo Klotz. Os reajustes dos produtores de insumos, de acordo com Klotz, foram de pelo menos 25% no período. A indústria de alimentos prevê que seus preços possam subir outros 5%, em média, nos próximos meses, caso não haja uma estabilização de fornecimento. No entanto, segundo o presidente, novos reajustes serão impraticáveis. "Primeiro, porque o mercado não acatará tamanho aumento. Segundo, não existe um consumidor para gastar tanto", explica. Apesar do cenário, Klotz se diz otimista graças à entrada do período de safra para setores como os de carne, soja e milho, que podem ajudar a impulsionar a atividade nas indústrias. Além disso, a nova política industrial, recebida com satisfação pelos industriais do ramo, aponta, segundo Klotz, para o planejamento industrial e a diminuição da carga tributária. Ele lembra que a indústria brasileira de alimentos "é a que mais paga impostos em todo o mundo", cerca de 37% do preço do produto.
Fonte: Selectus 2896, 14/05/2008, DCI

Voltar

ABIQ Associação Brasileira das Industrias de Queijo

Praça Dom José Gaspar, Nº 30, 10º andar
01047-901 - São Paulo - SP
Tel.: (11) 3259-9213 / 3259-8266 / 3120-6348