Notícias

Crise afeta a liquidez da Nilza

12, dezembro, 2008

Vinte dias depois da quebra do banco Lehman Brothers, nos Estados Unidos, a conta bancária da Alimentos Nilza, em Ribeirão Preto (SP), viu R$ 30 milhões evaporarem de uma só vez.

Vinte dias depois da quebra do banco Lehman Brothers, nos Estados Unidos, a conta bancária da Alimentos Nilza, em Ribeirão Preto (SP), viu R$ 30 milhões evaporarem de uma só vez. Eram duplicatas que os bancos não quiseram renovar. O dinheiro representava pouco mais da metade do seu capital de giro. Por falta de caixa, a Nilza, dona de 16% do mercado paulista, chegou a atrasar o pagamento de fornecedores, trazendo de volta o fantasma da crise da Parmalat. O dono da empresa, Adhemar de Barros Neto, diz ter estancado o problema: renegociou dívidas de R$ 13 milhões com fornecedores e decidiu cortar custos e quebrar o "porquinho" da família para repor o capital de giro. "Minha grande preocupação é com a despesa financeira em 2009", diz Neto, ex-acionista da Lacta, vendida para a Kraft em 1996. "O setor não suporta mais um período de prejuízo. Esse é um negócio perigoso e delicado."
Fonte: Selectus 3137, 12/12/2008,O Estado de SP

Voltar

ABIQ Associação Brasileira das Industrias de Queijo

Praça Dom José Gaspar, Nº 30, 10º andar
01047-901 - São Paulo - SP
Tel.: (11) 3259-9213 / 3259-8266 / 3120-6348