Notícias

Mato Grosso deve triplicar produção de leite até 2014

12, dezembro, 2008

O maior rebanho bovino do País, o mato-grossense, ainda não contabiliza bons números no segmento leiteiro, como ocorre com o plantel de corte.

O maior rebanho bovino do País, o mato-grossense, ainda não contabiliza bons números no segmento leiteiro, como ocorre com o plantel de corte. Na cadeia dos lácteos, o Estado precisa avançar e muito. Afinal, a produtividade de leite por animal é três vezes menor em relação ao volume considerado ideal para a sustentabilidade econômica da atividade. O gado leiteiro estadual obtém rendimento médio por animal de quatro litros/dia, o satisfatório seria 12 litros/dia. Este gargalo que está dentro da porteira faz com que a atividade opere atualmente com apenas 50% de sua capacidade. Da porteira pra fora, a cadeia pecuária de leite ainda conta com a maior parcela de suas indústrias de laticínios operando irregularmente, na informalidade. Mas a reorganização da cadeia esta sendo posta em prática e, mesmo com os gargalos, a cadeia produtiva de leite do Estado quer triplicar a produção, saltando de 1,669 milhões para 5 milhões de litros a sua produção diária até 2014.
Fonte: Selectus 3137, 12/12/2008, Diário de Cuiabá/MT

Voltar

ABIQ Associação Brasileira das Industrias de Queijo

Praça Dom José Gaspar, Nº 30, 10º andar
01047-901 - São Paulo - SP
Tel.: (11) 3259-9213 / 3259-8266 / 3120-6348