Notícias

Seca e mercado de queijo faz preço do leite reagir em SC

09, novembro, 2010

Os preços praticados pelos laticínios de Santa Catarina na aquisição de leite cru dos produtores rurais estão em movimento de ascensão

Os preços praticados pelos laticínios de Santa Catarina na aquisição de leite cru dos produtores rurais estão em movimento de ascensão: em setembro foi reajustado em 2,3% e em outubro subiu mais 1,6%. O pecuarista está recebendo o valor bruto de R$ 0,5827 pelo litro de leite padrão posto na plataforma da indústria, com Funrural incluso. Esse é o melhor preço dos últimos quatro anos para o mês de outubro, de acordo com o vice-presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc), Nelton Rogério de Souza. O preço está subindo em um período - primavera-verão - em que, tradicionalmente, os preços estão em baixa. Dois fatores concorrem para isso. De um lado, a seca que atingiu Santa Catarina e várias regiões brasileiras, reduzindo a produção de leite. De outro lado, a boa remuneração proporcionada pelo queijo tem desviado grandes volumes de leite para essa linha de produtos. "O mercado teve um comportamento estranho neste ano. No inverno, quando a produção cai e o preço sobe, tivemos um fenômeno inverso. O governo promoveu maciças importações do Uruguai e gerou uma das mais graves crises enfrentadas pelo setor. Por isso, em plena entressafra, os preços ao produtor caíram 6%, enquanto os produtos lácteos no varejo subiram no mesmo período. O principal efeito dessa crise foi o recuo da produção leiteira, pois os produtores comercializaram o leite abaixo dos custos de produção", explicou Nelton. A tabela de valores definidos neste mês pelo Conselho Paritário de Produtores e Indústrias de Santa Catarina (Conseleite) para o leite padrão e suas variações expressa o movimento de alta. Os valores finais de setembro registraram 2,3% de aumento e ficaram em R$ 0,6593 para o litro de leite acima do padrão, R$ 0,5733 para o leite-padrão e R$ 0,5212 para a matéria-prima abaixo do padrão. Os valores que o Conseleite projetou para outubro embutem mais 1,6% de realinhamento para cima: R$ 0,6701 para leite superior ao padrão, R$ 0,5827 para leite-padrão e R$ 0,5297 para leite abaixo do padrão.
Fonte: MB Comunicação (SC), resumidas e adaptadas pela Equipe MilkPoint

Voltar

ABIQ Associação Brasileira das Industrias de Queijo

Praça Dom José Gaspar, Nº 30, 10º andar
01047-901 - São Paulo - SP
Tel.: (11) 3259-9213 / 3259-8266 / 3120-6348